123Visualizações |  Like

Campanha visa estimular doação de sangue

Número de doações costuma cair em períodos de férias, mudanças de temperatura e durante eventos como foi na Copa do Mundo

  “Você sabe seu tipo sanguíneo? Aquele que salva vidas”.

Com esse slogan, a campanha SOS Sangue quer estimular a doação de sangue e despertar para a importância dessa atitude.

A campanha, que é realizada há 20 anos e está em sua 8ª edição, teve início na segunda-feira (23) e segue até o fim deste mês.

O coordenador do Hemocentro Regional de Uberlândia, Paulo Henrique Ribeiro de Paiva, explica que as campanhas reforçam a necessidade dessa consciência sobre a importância de doar sangue e ajudam a lembrar o doador regular que talvez esteja na hora de voltar ao posto de coleta.

Segundo ele, alguns períodos do ano têm menor comparecimento de doadores. “Precisamos ter ações constantes de captação, lembrando aos doadores frequentes que eles precisam voltar e buscando novos doadores”, disse.

Paulo Henrique diz que o Hemocentro faz ações de captação ao longo do ano como forma de prevenir o desabastecimento do estoque. E que neste mês em específico houve uma troca na demanda, reduzindo as solicitações para atendimentos eletivos e aumentando o de urgência/emergência. “As solicitações têm se mantido no mesmo patamar, com um incremento leve e contínuo, na ordem de 3,5%”, afirmou.

O Hemocentro Regional em Uberlândia atende 18 cidades, com aproximadamente 40 hospitais e clínicas. Para atender a demanda mensal são necessários de 2 mil a 2,5 mil doadores, já que existe uma perda final de material em torno de 25% e 27%.  

Demandas e coletas

Os grupos sanguíneos com maior oferta e demanda são O+ (O positivo) e A+ (A positivo).

“A maior dificuldade e que precisa de nossa atenção é o O- (0 negativo). O tipo mais raro é o AB- (AB negativo), mas também é o menos utilizado e duas bolsas conseguem garantir as solicitações”, revelou o coordenador do Hemocentro, Paulo Henrique.

Em Uberlândia, as coletas acontecem de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h30 e das 14h às 17h na segunda e quarta-feira e ainda no último sábado de cada mês, das 7h às 11h30.

Em Araguari, as doações acontecem em um posto de coleta toda terça-feira, das 7h às 11h30. O Hemocentro também realiza coletas externas em todas as cidades atendidas, previamente agendadas e divulgadas.

Paulo Henrique conta que a doação dura no máximo 12 minutos e são coletados 450 ml.

Do material coletado são retirados quatro mil componentes, entre eles hemácias, que são a maior demanda, e plaquetas.

“Precisamos de cerca de 50 doadores por dia para atender a demanda de plaquetas, que tem uma vida útil de cinco dias”, explicou.

Doador

O ajudante de Movimentação e Armazenamento, Gabriel Santos Souto, 19 anos, era um dos doadores de sangue na manhã de terça-feira (24), no Hemocentro Regional de Uberlândia.

Esta foi a segunda doação e para ele, as campanhas são interessantes e chamam a atenção do público. “É uma atitude muito simples e que pode ajudar muita gente”, reforçou.    

 

abang abang1 abang2