137Visualizações |  Like

EXPOSIÇÃO TRAZ A NOBREZA SUSTENTÁVEL DO COURO PARA O MINAS TREND

Designers brasileiros do segmento premium, aliados a curtumes que são referência no setor, apresentam bolsas e calçados que destacam a versatilidade, sofisticação e característica sustentável dos diversos tipos de couro.

Créditos: Divulgação

 Promovida pelo Sindibolsas MG – Sindicato das Indústrias de Bolsas do Estado de Minas Gerais, em parceria com o Sindicalçados MG – Sindicato das Indústrias de Calçados do Estado de Minas Gerais e CICB – Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil, com apoio da FIEMG – Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais e Inspiramais, a próxima edição do Minas Trend irá contar com a exposição “Couro: o sustentável luxo da moda”, que visa a valorização do design nacional e da importância do couro como matéria-prima moderna e alinhada com os processos produtivos da indústria de moda.

 Utilizando couros bovinos e de cabra de padrão internacional, além de outros exóticos como os de python, pirarucu, jacaré e salmão – produzidos pelos curtumes brasileiros Arte da Pele, Baby Leather, Couroquímica, Courovale, Fuga Couros, Natur, Nova Kaeru e Rhoma Pelles -, as marcas Ágali, Celso Afonso, Débora Germani, Diwo, Elisa Atheniense, Floré, Junia Gomes, La Spezia, Mara Spina e Paula Bahia apresentam suas criações que destacam o produto natural valorizado pelo design e a identidade criativa brasileira.

 Para Celso Afonso, presidente do Sindibolsas/MG, a iniciativa, além de destacar os valores intrínsecos do produto brasileiro, reforça a posição do Minas Trend como principal evento de lançamento de moda do segmento de luxo do país. “Sem dúvida, será uma oportunidade única para ampliar a visibilidade do setor de calçados e bolsas junto ao qualificado e exigente lojista que visita a semana de moda mineira, surpreendendo-o com produtos altamente competitivos e que conquistam o consumidor pelo arrojo e inovação. Na próxima edição, marcaremos presença no salão de negócios com 40 marcas dentre as mais representativas e conceituadas do segmento”, informa Afonso. arte-da-pele

CICB

Parceiro na produção e realização da mostra, o Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) promove a qualificação do setor de couros do Brasil e representa empresas responsáveis por 80% da produção nacional estimada em 40 milhões de peles/ano. Reunindo desde microempresas até grandes multinacionais da indústria curtidora, esse grupo produz couros bovinos, caprinos, ovinos e de peixe, além de exóticos – como os de cobras e jacarés -, entre outros, exportando para mais de 77 países onde são utilizados em segmentos diversos como os de vestuário, bolsas, calçados, automotivo e moveleiro. couroquimica

O CICB, por meio do projeto Brazilian Leather, uma iniciativa em conjunto com Apex-Brasil, incentiva a participação dos curtumes brasileiros em feiras internacionais, como Première Vision Paris, Lineapelle New York, APLF Hong Kong e outras em mais dez cidades nos cinco continentes e também nacionais, como o Inspiramais, da qual é uma das organizadoras. Promoção de imagem, inteligência de mercado e facilitação comercial também estão dentro das atividades desenvolvidas pelo CICB para seus associados.baby-leather